*Pronto para morar* Excelente apartamento com três dormitórios, sendo uma suíte. disponível para venda ou locação, Jardim São Paulo, João Pessoa, PBRESIDENCIAL VALENCIA

Rua Lindolfo Gonçalves Chaves, 225 - Jardim São Paulo - João Pessoa/PB

cód. AP0085_MARSES / Marcelo Sestari Imóveis Creci 3231F

3 quartos (1 suíte)
2 banheiros
68 m² útil
1 vaga

Sobre o imóvel

Apartamento à venda ou para alugar com 3 quartos, 1 suite, 1 vaga e 2 banheiros. Localizado no Condomínio Residencial Valencia, em Rua Lindolfo Gonçalves Chaves, no bairro Jardim São Paulo em João Pessoa.

Desfrute de um apartamento, com diversas comodidades como:

  • Piscina
  • Churrasqueira
  • Lavanderia
  • Playground
  • Cozinha
  • Com Sala de estar
  • Cerâmica

Descrição

*Pronto para morar* Excelente apartamento com três dormitórios, sendo uma suíte, cozinha, sala de estar, sala de jantar, o condomínio oferece piscina, churrasqueira e playground. Localizado no bairro Jardim São Paulo com 68 metros quadrados, próximo a escolas, farmácias, supermercados, academias, bares, restaurantes, comércio local. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ João Pessoa é um município brasileiro, capital do estado da Paraíba. Com população estimada em 2020 em 817 511 habitantes, a capital paraibana é a oitava cidade mais populosa da Região Nordeste e a 23ª do Brasil, sendo, no seu estado, o município mais populoso. Pertence à Região Geográfica Imediata de João Pessoa e à Região Geográfica Intermediária de João Pessoa.[16] A Região Metropolitana de João Pessoa, formada por João Pessoa e mais onze municípios, tinha uma população estimada em 2018 de 1 099 360 pessoas, a 23.ª mais populosa do Brasil.[17] Fundada em 5 de agosto de 1585 com o nome de Cidade Real de Nossa Senhora das Neves, João Pessoa é considerada a terceira cidade mais antiga do Brasil, tendo sido fundada pela Cúpula da Fazenda Real, já como cidade e não como vila, povoado ou aldeia.[18] Logo passou a se chamar de Filipéia de Nossa Senhora das Neves em 1588 em homenagem ao rei Filipe II que, na época, acumulava as coroas da Espanha e de Portugal.[19] Posteriormente chamada Frederikstad, foi uma das duas principais cidades da Nova Holanda, junto com Mauritsstadt (a atual Recife), na segunda metade do século XVII. Possui antigo e vasto patrimônio histórico, similar ao de Olinda.[20] É conhecida como "Porta do Sol", devido ao fato de, no município, estar localizada a Ponta do Seixas, que é o ponto mais oriental das Américas, o que faz a cidade ser conhecida como o lugar "onde o sol nasce primeiro no continente americano".[21] Durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, João Pessoa recebeu o título de "segunda capital mais verde do mundo", ficando atrás apenas de Paris, na França.[22] É ainda a cidade mais verde do Brasil, muito por conta do Jardim Botânico Benjamim Maranhão, localizado na área central da cidade com 515 hectares de mata atlântica preservada, constituindo a maior floresta semiequatorial nativa plana densamente cercada por área urbana do mundo.[23] Foi considerada pela organização International Living como uma das melhores cidades do mundo para se desfrutar a aposentadoria. No ranking feito pela organização, a capital paraibana surge ao lado de Fortaleza como as únicas cidades brasileiras citadas na lista.[24] Dados de 2000 mostram João Pessoa como a capital menos desigual do Nordeste, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, com o coeficiente de gini de 0,630, embora tal índice seja considerado "muito alto" de acordo com a ONU.[25] É, portanto, uma das capitais de melhor qualidade de vida do Nordeste.[26] A cidade teve o seu centro histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 2007.[27][28] Inscrito nos seguintes Livros do Tombo: Histórico e Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico. Seu tombamento foi em circunstância de ser uma das primeiras cidades fundadas no Brasil. Entre as construções que estão presentes, no centro histórico da capital paraibana, destacam-se vários prédios de diferentes períodos da história, como o estilo maneirista da Igreja da Misericórdia;[29] o art-nouveau e o art-déco, do século XX, predominantes na Praça Anthenor Navarro, e Hotel Globo; a histórica Praça Rio Branco[30], entre outros prédios, abrigou, o pelourinho[31], a casa do capitão-mor, o mercado público, e o primeiro açougue[32] da capitania da Parahyba; o barroco da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco;[33] a arquitetura colonial e eclética do casario civil, e o rococó da Igreja de Nossa Senhora do Carmo;[34] destaca-se também no centro histórico a Basilica de Nossa Senhora das Neves;[35] o Mosteiro de São Bento,[36] cuja construção do mosteiro data do século XVII, e da igreja, do século XVIII, sendo um dos mais importantes do país, no seu estilo e de sua época; a Igreja de São Frei Pedro Gonçalves,[37] valendo acentuar que durante a restauração feita na igreja em 2000, foi encontrado muralhas em pedras calcárias, possivelmente do forte do varadouro construído no século XVI, e o mesmo foi preservado porque está soterrado;[38] e o Teatro Santa Roza,[39] o terceiro mais antigo do Brasil. Recebeu em 2017 o título de cidade criativa pela Unesco,[40] colocando João Pessoa como "Cidade Brasileira do Artesanato". O reconhecimento de João Pessoa a coloca na rota turística brasileira por sua arte popular. Esse reconhecimento teve grande contribuição e influência, devido ao projeto sereias da Penha;[41] onde mulheres artesãs realizam o trabalho manual, dialogando com o design, moda, economia criativa, destacando a arte com escamas de peixe em fios de cobre. História Por volta do ano 1000, os índios tapuias que habitavam a região foram expulsos para o interior do continente devido à chegada de povos tupis procedentes da Amazônia. No século XVI, quando chegaram os primeiros europeus, esta região constituía a fronteira entre os territórios das tribos tupis dos potiguaras (que se localizavam ao norte) e dos tabajaras (que se localizavam ao sul).[42] Estes últimos se aliaram aos colonizadores portugueses, enquanto que os primeiros se tornaram ferrenhos adversários destes. No dia 5 de agosto de 1585, os colonizadores portugueses fundaram a "Cidade Real de Nossa Senhora das Neves" numa colina às margens do rio Sanhauá, um afluente do rio Paraíba, 18 quilômetros acima da foz deste último.[44] Em 1588, a cidade adquiriu o nome de "Filipeia de Nossa Senhora das Neves", em homenagem ao rei Filipe, que, na época, acumulava os tronos da Espanha e de Portugal.[45] Logo após a sua conquista pelos Países Baixos, a cidade passou a se chamar Frederikstad, a partir de 1634.[45] Depois do declínio da Nova Holanda, e com a saída dos neerlandeses (1654), tornou-se comum referir-se à cidade pelo nome de «Cidade da Parahyba»[45], muito embora a legislação real continuasse a referir-se a ela pelo nome de «Cidade de Nossa Senhora das Neves» (como consta, por exemplo, de Alvará de 29 de julho de 1813, firmado pelo então Príncipe Regente Dom João, que por esse instrumento criou o cargo de juiz de fora daquela cidade).[46] Sua denominação atual, "João Pessoa", é uma homenagem ao político paraibano João Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, assassinado em 1930 na cidade do Recife, quando era presidente do estado e concorria, como candidato a vice-presidente da República, na chapa de Getúlio Vargas. O fato causou grande comoção popular, sendo o estopim da Revolução de 1930, embora se discuta se realmente houve motivação política no ato, que foi executado por João Duarte Dantas, advogado cujo escritório fora invadido por tropas governamentais, tendo sido suas cartas à professora Anayde Beiriz trazidas a público. A Assembleia Legislativa Estadual aprovou a mudança do nome da capital em 4 de setembro de 1930. Há algum tempo, cidadãos pessoenses discutem a possibilidade de rever a homenagem e substituir o nome de João Pessoa por outro, entre os quais figuram "Paraíba", "Filipeia" e "Cabo Branco",[47] sendo que alguns movimentos até manifestam apoio à ideia de um plebiscito para tal nomenclatura ou uma consulta popular, como faz atualmente o "Coletivo Cultural Anayde Beiriz", projeto em andamento do Movimento Paraíba Capital Parahyba;[47][48] entre outros argumentos, alega-se que a mudança de nome (assim como a alteração da bandeira estadual), em 1930, foi realizada em um momento de comoção e de instabilidade social, quando vários adversários políticos do grupo de João Pessoa foram presos e mortos. Acrescenta-se ainda que não há consenso sobre as virtudes de Pessoa e de gestor público as quais confeririam o mérito ao ex-presidente da Paraíba (na época, denominação para o cargo de governador) para tal homenagem. De outra parte, os defensores da manutenção do nome argumentam que João Pessoa foi político exemplar e que combateu o coronelismo e as oligarquias. A cidade de João Pessoa nasceu nas margens do rio Sanhauá, a partir de onde subiu as ladeiras em direção ao que hoje é o Centro. A expansão urbana ocupou a antiga área rural. A partir da segunda metade dos anos 1960, com a ocupação da orla marítima, a economia da área perdeu um pouco de sua importância de outrora. No que diz respeito à arquitetura, os bairros do Centro comportam a maior parte das áreas que são objeto de tombamento pelos órgãos de proteção ao patrimônio: dentre elas, o Centro Histórico, Rua das Trincheiras e as proximidades da Rua Odon Bezerra, no bairro de Tambiá.

Ver mais

Comodidades

  • Playground
  • Cozinha
  • Com Sala de estar
  • Piscina
  • Cerâmica
  • Entrada Lateral
  • Sala
  • Piscina Para Crianças
  • Portão Eletrônico
  • Sala de Jantar
  • Lavanderia
  • Vazio
  • Sol da manhã
  • Norte
  • Churrasqueira
  • Espaço de Leitura

Comodidades indisponíveis

Copa, Sala de estar, Armário na Área de Serviço, Mezanino, Alarme, Laje Técnica, Pé Direito Duplo, Quarto de Serviço, Ar Condicionado, Sacada com Skin Glass, Despensa, Elevador Privativo, Sacada, Escritório Armario, Quadra do Mar, Andar Alto, Decorado, Vista para o Mar, Adega, Jardim de Inverno, Lareira, Hidromassagem, Sauna, Salão Vídeo Cinema, Gourmet, Ofurô, Mobiliado, Semimobiliado (Com armários embutidos), Armário no Escritório, Closet, Armário na Área de Serviço, Armário Cozinha, Armário Home Theater, Armário Suíte, Armário no Quarto, Armário Banheiro, Armário Dormitório Empregada, Aquecimento a Gás, Aquecimento Eletrico, Aquecimento Solar, Com Piso de Granito, Com Piso de Mármore, Piso Aquecido, Taco madeira, Cimento Queimado, Piso Laminado, Contrapiso, Carpete Madeira, Carpete, Vinílico, Tábua / Madeira, Piso Ardosia, Porcelanato, Carpete Acrílico, Piso Elevado, Circuito Interno TV, Pista Skate, Elevador com Gerador, Salão gourmet, Piscina Aquecida, Painel Fotovoltaico, Sala de Academia, Portaria 24h, Sauna Úmida, Sol da tarde, Sul, Com Guarita Blindada, Com Lavanderia Coletiva, Salão com Jogos, Brinquedoteca, Quadra Poliesportiva, Quadra Squash, Salão de Festas, Guarita Com Segurança, Sala de Massagem, Sauna tipo Seca, Quadra Tênis, Tomada para Carro Elétrico, Piscina com Raia, Heliponto, Beach Point, Salão Vídeo Cinema, SPA, Boliche, Sala de Pilates, Pet Place, Restaurante Privado, Pista Cooper

Ver mais

O que preciso para morar nesse imóvel?

Gostou deste imóvel? Ele pode ser seu. Saiba todos os passos para realizar sua compra ou locação.

Visite o imóvel

Entre em contato com um dos nossos corretores e agende uma visita.

Equipe especializada

Conte com o apoio da nossa equipe te ajudando na decisão de
compra ou locação.

Proposta digital

Com a escolha do imóvel feita, está na hora de fazer sua proposta no nosso portal.

Saiba mais

O que preciso para morar nesse imóvel?

Você não tem tempo a perder e a Arbo agiliza para você. Simule seu financiamento. É super simples! Preencha seus dados, compare entre as opções dos principais bancos disponíveis e decida a melhor opção de crédito para realizar a compra da sua casa!

Faça uma simulação de financiamento digitalmente, quando e onde você estiver.

Sobre a imobiliária Marcelo Sestari Imóveis

Temos paixão por imóveis e por transformar a vida das pessoas! Procuramos levar o melhor atendimento e as melhores opções de imóvel para cada um dos nossos clientes.

A Marcelo Sestari Imóveis está localizada em João Pessoa com as melhores opções de venda e locação da região!

Logo da imobiliária Marcelo Sestari Imóveis

Por que escolher a Marcelo Sestari Imóveis?

Envie sua proposta, faça simulação de crédito e assine o contrato sem sair de casa.

  • Equipe especializada

    Você conta com o apoio e com o auxílio de profissionais nos processos da escolha do seu imóvel.

    Saiba mais
  • Sem burocracia

    Envie propostas e assine o contrato pelo seu celular ou computador com toda a segurança que você precisa.

    Saiba mais
  • Processo ágil

    Após a aprovação da documentação, seu contrato é emitido de maneira rápida.

    Saiba mais

Veja outros imóveis em Jardim São Paulo e região

VendaR$ 249.000

AluguelR$ 1.300 /mês

CondomínioR$ 244

18 pessoas estão olhando este imóvel
Salvar
Compartilhar